Matão transporta para o Aterro Sanitário de São Carlos os resíduos do ATT do Paraíso

O problema do redirecionamento dos resíduos de lixo do Aterro de Triagem e Transbordo (ATT) do bairro Paraíso é o principal desafio para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos. Por isso, desde o início do ano, decisões importantes foram tomadas, com o objetivo de organizar o processo de descarte dos resíduos de lixo, que encontravam-se transbordantes e havia necessidade urgente de triagem manual. A empresa AMX Ambiental foi contratada, no início do mês de março e desde então, todos os dias cerca de 4 carretas ou caminhões, levam um total de 8 toneladas de resíduos de lixo, até o Aterro Sanitário de São Carlos.

O Prefeito Adauto Scardoelli reforçou sobre a importância da manutenção da separação dos resíduos no ATT do Paraíso, após a resolução do problema mais grave, que era o enorme volume encontrado no local, em janeiro deste ano: “é preciso manter essa organização que está sendo feita e para isso contamos com a colaboração da população, no sentido de que façam o descarte dos resíduos nos locais pré-definidos”.


O panorama visual do ATT do Paraíso mudou completamente, desde que os caminhões passaram a transportar os resíduos ao Aterro Sanitário de São Carlos. Houve também a separação manual dos sofás, guarda-roupas, colchões e madeiras de móveis, que estavam misturados ao montante de construção civil, galhos de árvores, lixos eletrônicos, entre outros tipos de resíduos domésticos.

Segundo o Secretário de Meio Ambiente, Luiz Gonzaga Bussola, pretende-se que “os galhos de árvores, sejam utilizados para produção de energia em usinas; os restos de construção civil, utilizados na melhoria de estradas de terra das vias rurais; e os resíduos de lixo doméstico e lixo eletrônico, reencaminhados em pontos de coleta, espalhados pela cidade.

Para além disso, ao percorrer o entorno do ATT do Paraíso é possível conferir que a mina de água nascente, localizada há cerca de 30 metros do local onde é feito o descarte dos resíduos, está a salvo do risco que corria no início do ano de 2021, em ser contaminada pelo lixo. “Já começamos uma ação de educação ambiental, voltada a conscientização e informação sobre o descarte responsável dos resíduos, com placas informativas e lembretes sobre os pontos adequados”, reforçou Maria Bellintani, diretora de Meio Ambiente.

Neste sentido, as medidas tomadas entre o mês de janeiro de 2021 até o momento, pela Secretaria de Meio Ambiente de Matão, sobre o ATT do Paraíso estão em conformidade com as definições da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), sobre o redirecionamento adequado dos resíduos de lixo. “[…] A área de transbordo e triagem de resíduos da construção civil e resíduos volumosos é destinada ao recebimento de resíduos, para triagem, armazenamento temporário dos materiais segregados e posterior remoção para destinação adequada, observando normas operacionais específicas de modo a evitar danos ou riscos à saúde pública e à segurança e a minimizar os impactos ambientais adversos”.

A Prefeitura pede aos cidadãos matonenses, para entrarem em contato com a Secretaria de Meio Ambiente, através dos telefones (3384-4055) e ou (3383-4077), caso constatem algum flagrante, de pessoas jogando resíduos de lixo em lugares proibidos.


0 visualização0 comentário
Faro Vistorias
Elite site
Emporio F&R copia
DEMARCHI SITE
100 BASICO
ANALISA AGAIN
Restaurante Dotti
Site Propaganda
Marcela Propaganda
1/1